Histórico

A opção por um Programa de Pós-Graduação voltado essencialmente para a área de Estudos da Linguagem decorreu de discussões de um grupo de professores pesquisadores preocupados com a demanda social por formação qualificada e com a necessidade de desenvolver pesquisas e investigações acerca de fenômenos e objetos relacionados aos estudos da linguagem. Nesse sentido, o Programa de Pós-Graduação em Estudos da Linguagem (PROGEL), com um perfil delineado em função da ascensão que os estudos da linguagem tiveram nos últimos anos no Brasil, teve a sua aprovação pela Resolução Nº 249/2017/CEPE/UFRPE e a Homologação de criação através da Resolução Nº 073/2019/CONSU/UFRPE após a recomendação de Conselho Técnico-Científico (CTC) da CAPES em agosto de 2019. A criação do Programa proporcionou o desenvolvimento de diversas pesquisas, o avanço de investigações já propostas pelo corpo docente e o surgimento de novas discussões no escopo dos estudos da linguagem.

 

Conceito CAPES e Bolsas de Estudo

O Programa possui atualmente o Conceito A da Capes, por se tratar de um curso recém-aprovado, e recebe bolsas de estudos da CAPES e FACEPE (Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco).

 

Objetivos do Programa

O PROGEL tem o objetivo de formar pessoal qualificado cientificamente para o exercício das atividades profissionais na docência, desenvolvidas através de trabalhos técnico-científicos voltados para temas de interesse público no nível de mestrado acadêmico. Por meio da instrumentalização de seus alunos, com vistas a uma formação básica dentro da área que possibilite sua inserção em uma das linhas de pesquisa oferecidas pelo Programa, o PROGEL busca, portanto, atender à demanda de alunos graduados em Letras ou áreas afins que almejam ingressar em um curso de Pós-Graduação stricto sensu. Assim, com suporte teórico e aplicado sedimentado, o egresso do Programa de Pós-Graduação em Estudos da Linguagem (PROGEL) da UFRPE estará apto para desenvolver pesquisas na sua prática docente de forma avançada e transformadora de procedimentos e processos dos estudos da linguagem que lhes possibilitem atuar em atividades técnico-científicas e de inovação através da incorporação de métodos científicos.